segunda-feira, 2 de maio de 2011

Tempo de Sevens


Terminada as competições de XV, que tiveram como campeões o Direito (Campeonato Super Bock e Super Taça) e a Agronomia (Taça de Portugal e Taça Federação), o rugby nacional volta-se agora para a variante de 7.
A nível internacionais os Lobos vão ter uma fase de torneios muito exigente. Tudo começa a 21 deste mês com o Torneio de Londres (IRB) onde os jogadores portugueses vão defrontar na fase de grupos as selecções das Ilhas Fiji, África do Sul e Rússia, e uma semana depois vão jogar o grupo B com Inglaterra, Gales e Espanha no Torneio de Edimburgo (IRB). (IRB SEVENS)

Pedro Leal, um dos melhores jogadores portugueses de Sevens, de todos os tempos.
Depois dos torneios da IRB inicia-se o "Grand Prix". Com um formato diferente, o campeonato da Europa de Sevens apresenta-se neste ano mais difícil do que o normal. Para além das selecções da Rússia, Gales e Irlanda, habitués dos torneios Europeus, este ano Inglaterra e França fazem igualmente parte da competição. Este "Grand Prix" terá 4 torneios: Lyon (18 e 19 de Junho), Moscovo (25 e 26 de Junho), Barcelona (9 e 10 de Julho) e Bucareste (16 e 17 de Julho). (GRAND PRIX 2011)

Se os Lobos vão ter uma fase internacional exigente, as competições internas mostram ter um bom modelo para suportar os melhores jogadores de Portugal. No topo dos principais clubes ao título aparecem a Académica, campeã em título, o Belenenses, o CDUL e o Direito. Todos eles com muitos jogadores habituados a jogar nos melhores torneios da variante. Atrás destes quatro aparece a Agronomia que conta com muitos jogadores de boa qualidade como Diogo Coelho, Jacques Le Roux e José Lima.

No primeiro torneio, todos os clubes da Divisão de Honra e 6 da I Divisão marcaram presença. São 4 grupos de 3 e 4 clubes a disputar um torneio que terá os moldes de um Circuito Mundial de Sevens.


Antevêem-se bons duelos no primeiro dia do Torneio, onde o jogo CDUL-Académica aparece como cabeça de cartaz. Estes dois clubes integram não apenas o grupo de favoritos ao título como também são dois clubes como muita história e bons jogadores nos seus planteis. Sérgio Franco e Francisco Serra do lado dos "pretos" e Gonçalo Foro e Frederico Oliveira dos lado dos universitários, são todos internacionais nesta variante e se os dois últimos têm mais experiência pelos Lobos, os dois primeiros contam mais jogos desta variante pela Académica em torneios fora da Europa.

Pelo mundo fora estes torneios de Sevens são mais que um simples espectáculo. Dentro e fora de campo há sempre uma festa composta pelos jogadores e pelos adeptos, que lá fora se equipam a rigor.. Aqui vai um apanhado dos torneios pelo mundo fora.


São 5 torneios em 5 fins-de-semana. Tudo começa já nos próximo com a Agronomia a organizar o primeiro. Nos três torneios seguintes Montemor (21 e 22 de Junho), Cascais (28 e 29 de Junho) e Académica (4 e 5 de Junho) recebem os emblemas nacionais nos seus respectivos campos. Após estas três primeiras etapas haverá um período de intervalo que coincide com a Nations Cup a realizar-se em Bucareste nas datas de 10, 15 e 19 de Junho. Por fim, a última jornada realiza-se no Porto nos dias 25 e 26 do mesmo mês. 

33 comentários:

João Quintela disse...

Tambem nos FDS de 21 e 22, 28 e 29 de Maio e finalmente 4 e 5 de Junho, jogam-se as três rondas do Campeonato Nacional de Sevens da 2ª Divisão e equipas Emergentes

Anónimo disse...

uma emenda ao titulo desta noticia
não se chama Campeonato Nacional mas sim CIRCUITO NACIONAL
isto porque há tres torneios em que
alguns clubes não podem utilizar os seus atletas ,pois estão na Seleção.
ASSIM NÃO HÁ CAMPEÃO NACIONAL DE 7
mas sim VENCEDOR DO CIRCUITO NACIONAL DE 7

um amante da modalidade

Anónimo disse...

Mudaram os grupos? o CDUP tava no grupo de agronomia montemor e lousa

Homem dos Jogos disse...

e porque os clubes da 2ª divisão não podem participar.

se há 2 grupos de 3 podiam ter convidado ou colocar 2 clubes da 2ª divisão a participar. faziam um torneio de apuramento para os clubes interessados. Assim os 2 primeiros participavam neste circuito, davam outro andamento aos jogadores e quem sabe se descobrissem novos talentos!

Anónimo disse...

Concordo plenamente. Parece-me que se os clubes interessados entrarem em contacto com a FPR ainda poderão participar nos diversos torneios de Sevens.

Até porque nos sevens é mais fácil atenuar possíveis diferenças de qualidade entre as equipes

Anónimo disse...

Parece-me que toda a genta anda baralhada.
1º Aquilo que vai ser disputado é o Campeonato nacional de sevens de equipas de XV da div. Honra e 1º Divisão. De acordo com as regras, e se os torneios do campeonato nacional de sevens só podem ter 16 equipas, deveria ser disputado pelas 16 melhores equipas nacionais de sevens, isto é, de acordo com o ranking do ano passado. Assim, em bom abono da verdade este campeonato deveria ser disputado por muitas equipas da 2ª divisão que ano passado participaram. O meninos da honra, que só podem jogar em lisboa, deveriam ser obrigados a jogar o campeonato da 2ª divisão de sevens.
2. Agora que toda a gente concorda com esta palhaçada, vamos analisar que equipas da 2ª poderiam participar nas 2 vagas em falta. Teoricamente, e sendo um campoanto de sevens, deveriam ser as duas melhores nesta modalidade sevens e de acordo com o ranking existem (melhores classificadas ano passado). Por outro lado, a regra seguida para se apurar as equipas para adisputa deste campoenato foi seguir o ranking de outra modalidade (rugby de XV) e aplicar para esta competição. Assumindo isso, como ainda não se sabe que serão os 2 melhores esta época em rugby de XV na segunda divisão, teremos que nos reger pela época passada. Neste caso, o Montemor já tem acesso por mérito próprio, assim seriam os 2º e terceiros do ano passado.(???) Ainda sobre este ano, dado que a agraria em XV não pode subir, será que ela deve ser tida em conta para poder disputar os sevens com equipas da honmra e da 1ª.

Enfim, isto é uma palhaçada, apenas porque não foram cumpridas as regras instituidas: Há um campeão nacional de sevens, há ranking de sevens e é esse que deveria classificar as equipas.

Anónimo disse...

Muito sinceramente não entendo porque é que se complica tanto para se efectuar uma prova. Mistura-se 15 com 7, 1ª com 2ª, calendários longos e com grandes periodos de interrupção.
Para quê complicar tanto. Não entendo, complica-se muito, não se é práctico e objectivo porquê?

Já nem coloco em causa se é bom ou mau para a modalidade, apenas saliento que os critérios são todos uma grande confusão e pouco claros para os clubes que pretendem participar.

Abraços a todos

Anónimo disse...

Comecem mas é os torneios!!!

Ao que parece há um torneio qualquer em Coimbra este fim de semana, mas nng sabe que equipes é que vão participar.

alguém sabe?

proponho à FPR que os torneios de sevens se realizem durante uma manhã ou durante uma tarde, que não façam do género aqueles torneios que duram horas e horas mas que há intervalos entres jogos e fases de 3 horas que nng gosta!

Anónimo disse...

Sábado o torneio é em Coimbra e está integrado na Queima e portanto deverão estar misturadas equipas universitárias com outras de clube e o torneio será apenas desculpa para o pessoal beber umas cervejolas e ir para a queima dizer às miudas que são "craques de rugby"... Será talvez por isso que a info deste torneio é escassa... Porque o interesse competitivo será quase nulo...


O NORTENHO

Anónimo disse...

Quanto ao circuito concordo que o ranking do circuito do ano transato deveria ter sido tomado em conta para formar os grupos e as divisões...

Um circuito A para os 16 melhores classificados, com 4 grupos de 4 em que o rugby de XV não tivesse qualquer influência na disposição das equipas cabeças de série e restantes, premiando clubes como o Famalicão que ficou em 4º se não me falha a memória, ou Guimarães que ficou em 12º se não estou em erro.

Aliás Famalicão seria cabeça de série premiando a sua participação em 3 das 5 provas do circuito do ano passado.

O cicuito B deveria cosntituir-se por todos os restantes, incluindo emergentes que pretendessem iniciar-se na competição...

Os 3 primeiros pontuados no circuito B trocariam com os 3 menos pontuados do grupo A...

Isto daria oportunidade a clubes menores de lutar com os clubes maiores, numa variante em que podem acontecer algumas surpresas, e onde equipas de valia técnica menor por vezes supreendem (um pouco À imagem do que acontece no circuito IRB)...

O NORTENHO

Anónimo disse...

"Sábado o torneio é em Coimbra e está integrado na Queima e portanto deverão estar misturadas equipas universitárias com outras de clube e o torneio será apenas desculpa para o pessoal beber umas cervejolas e ir para a queima dizer às miudas que são "craques de rugby"... Será talvez por isso que a info deste torneio é escassa... Porque o interesse competitivo será quase nulo...


O NORTENHO"

depois deste comentario vem chorar a dizer que não ligam ás equipas do norte... perdeste um belo momento para estares calado!

Anónimo disse...

É fantástico o que se faz no rugby nacional. Misturar duas modalidades completamente distintas, 7's e XV.

Por comparação já estou a ver que no próximo campeonato nacional de topo de futsal apenas podem participar as equipas da 1ª divisão e da dicisão de honra de futebol.

Que miopia. Pior, como se sabe os sevens agora são olimpicos, e em principio vai começar a haver uma maior aposta neste desporto. Pergunto eu: Se eu fizer um clube apenas para jogar sevens, para me especializar nesta modalidade, nunca poderei ser campeão nacional pois não tenho equipa de XV. Será que isto tem alguma lógica?

Anónimo disse...

Vejam o blog Mão de Mestre o que dá falar sobre os árbitros. Sanções exemplares e deve ser sempre assim. Senão não estamos falar de RUGBY, mas sim de outro desporto. Acabem de vez com isto ou não percebem que aos poucos vão destruindo a modalidade que tanto apregoam.

Anónimo disse...

nao se esqueçam que ja foi rectificado pela FPR não é campeonato nacional mas sim CIRCUITO NACIONAL.
o ano passado houve um campeão que so jogou com as equipas da 2º d. no unico torneio em que participaram todas as equipas da honra vejam os resultados.
um campeão tem que jogar contra os melhores e se ganhar é campeão

um amante da modalidade

Anónimo disse...

Oh inaudito amante da modalidade, a partir do momento em que a maioria das equipas que se apresentam a jogar sao da 2o div., essas sao as melhores equipas!!!

Se os outros nao querem jogar porque sao bons demais para isso, entao nao sao considerados os melhores.

Devias promover um campeonato ou circuito com as melhores equipas, na teoria e fora de campo. Ninguem joga com ninguem, apenas se fazem os resultados baseados na percepcao que tu e os teus amigos teem de quem seria melhor..

Anónimo disse...

Acredito que esse campeonato, mesmo assim, tivesse mais nível do que um com as equipas da segunda divisão...

Anónimo disse...

Finalmente..
Só a lamentar que dois dos torneio sejam em sintéticos, principalmente o do cascais que não tem as minimas de condições..

Anónimo disse...

a malta que vem para aqui criticar o campo do Cascais deve ter um melhor... Estadio nacional, universitario, etc.... É sintético mas têm!

Anónimo disse...

para ter mau mais vale nao ter e pagar por um bom

Anónimo disse...

isto vai para o que me chamou inaudito.
para que saibas um C.N. É PARA OS CLUBES JOGAREM COM OS SEUS MELHORES JOGADORES.Mas a seleção não deixa.
No torneio da tapada vai-se ver quem é o verdadeiro vencedor do CIRCUITO
Aí as equipas vão estar todas completas e quem ganhar É A MELHOR
EQUIPA NACIONAL

UM AMANTE DA MODALIDADE

Anónimo disse...

Certamente foste ver ao dicionario o sigificado de inaudito porque claramente a tua capacidade de pragmatizacao do que se esta a falar e' limitada..

Os melhores jogadores de uma equipa sao aqueles que estao disponiveis na data dos jogos, percebes o conceito?! Se aqueles que podem ter melhor desempenho numa equipa nao estao disponiveis, entao nao jogam e nao sao os melhores.

Se quiseres fazer uma analogia (procura tambem esta palavra que e' boa e da jeito) com o futebol ou outra modalidade, achas que o Barcelona faz birra e nao vai fazer jogos do campeonato ou da liga dos campeoes se o Messi nao jogar? Agora porque o jogador/vedeta de qualquer equipa de Lisboa nao pode jogar, quer dizer que nao vao vir charters de jogadores dessa equipa para disputarem torneios no resto do pais?

Isso chama-se cobardia, e' muita falta de coragem das equipas e ainda mais dos jogadores que nao teem brio nem vontade de jogar sem as suas estrelas.

Quano 'a Tapada podes mete-la no rabo, os torneios sao disputados no pais inteiro.

Anónimo disse...

Mas que torneio é este em Coimbra? é para equipes ou apenas para faculdades?

quem são as equipes que vão participar? há algum site onde dê para ver os jogos e a que horas etc etc, os grupos,

Obrigado,

Anónimo disse...

anonimo das 2:19...
MUITO BOM!! GRANDE COMENTARIO!

Anónimo disse...

VAI PARA O PROF. DE PORTUGUÊS PORQUE DE RUGBY SABES MUITO POUCO.
HÁ EQUIPAS QUE NÃO VÃO PUDER JOGAR COM OS SEUS MELHORES JOGADORES PORQUE ESTÃO AO SERVIÇO DA SELEÇÃO NACIONAL.
O QUE NÃO INVALIDA QUE OS SEUS CLUBES VÃO PARTICIPAR NA MESMA EM TODOS OS TORNEIOS.
SENDO ASSIM É JUSTO QUE NÃO SEJA CAMPEONATO NACIONAL MAS SIM CIRCUITO NACIONAL

AMANTE DA MODALIDADE

Anónimo disse...

Oh pá, vão todos pó car...

Anónimo disse...

Toulon Vs Clermont

Julien Bardy titular a nº7

Ver aqui o jogo:

http://stream-sports.blogspot.com/

Anónimo disse...

Correção: Toulouse e não Toulon.

Anónimo disse...

seven`s Coimbra

FINAL

Academica 19

BELEM 26

Anónimo disse...

Sub-21

Academica 20 - 13 Direito

Agronomia 32 - 7 CDUP

Proximo fim-de-semana Final da Taça de Protugal Sub21

Agronomia - Académica.

Anónimo disse...

afinal de contas parece que o futuro de agronomia esta assegurado... nos sub-21, estao presentes nas duas finais! A equipa senior que ganhou a taça era bastante nova... o futuro e risonho para os lados da tapada!

cumprimentos

p.s. alguem sabe se os jogadores sub-21 que estao na equipa senior jogam a final?

Anónimo disse...

nao, vao aos sevens

Anónimo disse...

Académica campeã. Ninguém pára os pretos.

Anónimo disse...

Campeã de quê?

Agronomia foi levada ao colo. Teve que ser ao milímetro a marcação dos jogos para poder jogar a malta de Évora. Com o CDUL não conseguiram e foi o que se viu...na final do campeonato.

Eheheh!