quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Convocados para a Rússia

Já são conhecidos os 22 lobos que se vão deslocar a Sotchi na Rússia para o primeiro desafio da “European Nations Cup” de 2010.

Na comitiva vão os seguintes jogadores:

É uma convocatória cheia de pilares. Os quatro jogadores de primeira linha que Tomaz Morais convocou, assim como o regresso de Thomas da Costa (um pilar sólido para a mélle), demonstram o tipo de desafio que se espera da deslocação.

O jogador do Direito Miguel Portela, que regressou na “Super Bock Cup”, não foi convocado por se encontrar lesionado. Já relativamente aos dois jogadores recentemente naturalizados, Joe Gardener e Conrad Stickling, as suas ausências devem-se a problemas burocráticos, nomeadamente a falta de um visto por parte Embaixada da Rússia, para que os mesmos possam entrar naquele país. Sabe-se, no entanto que a FPR está a fazer todos os possíveis para a resolução deste problema.

Jogadores apoiam formação nas escolas:

Três jogadores da selecção Portuguesa deslocaram-se hoje a Camarate parem proporcionar o primeiro contacto com o rugby a mais de 80 crianças.

Esta foi uma iniciativa da Câmara Municipal de Loures e do Governo Civil de Lisboa, que no âmbito do Contrato Local de Segurança de Loures (CLS), conseguiram juntar alunos, entre os 10 e os 13 anos, da Escola EB 2/3 Ciclos Mário Sá Carneiro. Durante 1 hora Gonçalo Foro, Adérito Esteves e João Júnior apresentaram as primeiras bolas de rugby aos "jovens jogadores" naquele que foi um dia de sucesso.

"É fundamental para a Selecção de Rugby que este deixe de ser um desporto de elites e chegue a todas as camadas da sociedade, particularmente à comunidade escolar, na medida em que reúne valores importantes que devem ser apreendidos pelos mais jovens" afirmou Henrique Garcia, director da área de desenvolvimento da FPR.

Já o Governador Civil de Lisboa veio enaltecer os valores do Rugby. "Acreditamos que os valores do Desporto e do Rugby, em particular, permitem incutir nos jovens, os mais importantes conceitos de cidadania" disse António Galamba.

23 comentários:

Anónimo disse...

asneira so levar um talonador e ainda por cima preso por arames...

Anónimo disse...

Em caso de emergencia penso que o Thomas da Costa pode jogar a talonador.

Para a semana o Campergue do Pau já está disponivel e o problema fica resolvido.

Anónimo disse...

Problemas democraticos ou burocráticos?

muita falta fará Miguel Portela

Anónimo disse...

viu se o resultado que deu não haver um talonador suplente, teve que ser o jorge segurado a por bolas nos alinhamentos com os resultados que se viram , o thomas costa se é aquele gordo que entrou contra a namibia levou um banho nas formações ordenadas que até assusta, será que não há ninguém melhor por cá, que mania que têm que qq perna de pau que jogue no 3ª divisao francesa tem que jogar por portugal. é uma falta de respeito por todos aqueles que por cá melhor ou pior se esforçam para poder chega ra nossa selecção.

Anónimo disse...

viu se o resultado que deu não haver um talonador suplente, teve que ser o jorge segurado a por bolas nos alinhamentos com os resultados que se viram , o thomas costa se é aquele gordo que entrou contra a namibia levou um banho nas formações ordenadas que até assusta, será que não há ninguém melhor por cá, que mania que têm que qq perna de pau que jogue no 3ª divisao francesa tem que jogar por portugal. é uma falta de respeito por todos aqueles que por cá melhor ou pior se esforçam para poder chega ra nossa selecção.

1-a 3 divisao francesa e superior e de longe a super bock portuguesa e so ver que o ano passado o murre nao era titular no st nazaire
2-um rapaz como o thomas da costa que vai a selecao perde o menos a metade do ordonado do seu club e do seu trabalho e voce pensa que nao fas sacrificios???
DESCULPEM PELOS MEUS ERROS EU NA FOI A ESCOLA EM PORTUGAL

Anónimo disse...

O Murré é alguma referência?

Great_duke disse...

Que mania que alguns de vocês têm de embirrar com a malta de fora...são tão portugueses como vocês e sentem Portugal com uma intensidade que, provavelmente, muitos em Portugal não sentem.
Só quem já esteve (ou está, como é o meu caso) é que consegue compreender isto.
Quanto às qualidades rugbysticas de cada um, o seu momento de forma e as necessidades da selecção para cada jogo, temos uma equipa técnica bem mais informada que o pessoal dos bitaites para escolher os jogadores.
Confesso que também não gostei muito de ver o Thomas da Costa contra a Namíbia, mas estou certo que no sábado ele vai deixar a pele em campo (tal como os outros) e será um dos melhores...

Anónimo disse...

As alternativas para talonadores eram o Bernardo Duarte e o Taful!!! Preferia antes levar o Peters da Agronomia para suplente do Pipas!

Anónimo disse...

Murré?
Eu sou o unico ou toda gente sabe que este gajo é miseravel tanto em jogo aberto como na meeles.
Era titular no Belem porque o eles têm um problema crónico na primeira linha de ha uns anos para cá. Sao sempre estrangeiros. Estou ansioso que o Facundo se naturalize.
Tanto o Junior, Segurado, Gustavo são melhores que ele.
Já o Thomas da Costa fez um jogo muito fraco contra a namibia, mas esperemos que tenha sido um dia mau.
XV para Sabado:
1-Junior
2-Pipas
3-Fernandes
4-Gonçalo
5-Penalva
6-Vasco
7-Palha
8-Juan
9-Jose Pinto (embore jogue o P.Leal)
10-Duarte (cabral a entrar aos 50minutos)
11-David Mateus
12-Diogo Mateus
13-Pedro Silva
14-Foro
15-Aguilar (espero que continue na boa forma em que está e plaque mais um bocadinho)

Peço que Foro e David Mateus joguem finalmente aquilo que são capazes e que Pipoca, C.Pinto ou Cabral estão afinados nos pontapes.

Anónimo disse...

Great Duke, tu fazias melhor se fosses dormir.. eu não jogo rugby só em Portugal, eu VIVO em Portugal. Achas que eles sentem tudo o que eu sinto? Eles que venham treinar nas mesmas condições que eu, ou que venham viver no mesmo País que eu. Porque sim, isto parece que eles nos estão a fazer um grande favor.
Como tu, eu também já vivi lá fora, a grande diferença, foi que não me esqueci nas condições que por aqui existem. Vão melhorar se obtivermos GRAAAANDES resultados com pessoal que nunca na vida vai calçar no campeonato nacional?
É tudo muito bonito, mas parece que se esquecem que Portugal - é este país á beira mar plantado, e não o pessoal todo que se lembra que o tetravô era Português.

Mydukeisbiggerthanyoursbiatch

Great_duke disse...

Obrigado pela elegância do seu comentário.
Eles não estão a fazer favor a ninguém. Eles são portugueses e, como tal, têm tanto direito de representar o país como tu ou eu (que, por um acaso do destino nasci em Macau, filho de um pai que nasceu em Angola).
Não interessa se jogam aí, aqui ou acolá.
Se a equipa técnica achar que eles são necessários para um determinado jogo, faz muito bem em convocá-los.
Ou queres quotas para jogadores do Campeonato Nacional e para outros campeonatos?
O que interessa é a qualidade de um jogador e se é elegível. O resto são tretas...

Anónimo disse...

A equipe que eu colocaria a jogar na Rússia e tendo em conta os convocados é:

1- João Júnior
2- João Correia
3- Thomas Costa
4- Gonçalo Uva
5- Eduardo Acosta
6- Vasco Uva
7- Salvador Palha
8- Juan Severino
9- José Pinto
10- Cardoso Pinto
11- Gonçalo Foro
12- Diogo Mateus
13- Pedro Silva
14- Frederico Oliveira
15- António Aguilar

Consoante o resultado é de fazer muitas substituições. Há jogadores que devem entrar se a equipe estiver a perder, como por exemplo Pedro Cabral, Pedro Leal e David Mateus.

Os pilares devem ser substituidos nos 60' min da 2ªparte. David Penalva deverá entrar tb na 2ª parte, passando Acosta para nº6, Vasco para 7 e sai Palha. Depois pode entrar também Girão para o lugar de Severino.

Anónimo disse...

Vale a pena reler:

"Caros amigos,

Chegou mais uma vez a altura de “enterrarmos” os machados de guerra.
Aproxima-se uma fase muito importante para a nossa modalidade, o prestígio e a velocidade do desenvolvimento do rugby Português, depende muito desta qualificação para a fase final do campeonato do mundo em 2011, na mítica Nova Zelândia.
Todos aqueles que aqui comentam, tenho a certeza que desejam arduamente um bom desempenho dos nossos Lobos.
Este é um momento de união, de camaradagem, de espírito de rugby, e não de mal dizer gratuito.
Todos nós, que gostamos deste desporto, que temos acompanhado a sua evolução, acreditamos no espírito de superação dos nossos guerreiros, acreditamos na nossa selecção, aproximam-se um conjunto de batalhas tremendas, excepcionalmente difíceis, contra adversários poderosos e, com melhores condições de trabalho.
Mas nós temos um trunfo a nosso favor, uma vontade inabalável, que é uma das características dos nossos Lobos.
A História já se encarregou de nos lembrar, que quando dois oponentes se enfrentam num campo de batalha e, quando as suas forças se assemelham, ganhou sempre quem teve mais vontade de ganhar.
Aos nossos guerreiros gostaria de relembrar que é um orgulho incrível, representar o nosso pais, são poucos os afortunados que tem essa honra. Representa-lo ao serviço da modalidade, que é designada como um desporto de combate colectivo, é uma honra sem preço, honrem essa oportunidade, lutem por nós, lutem pela afirmação do nosso pais no estrangeiro.
Alguém uma vez disse que, em situações de combate, 80% é atitude e 20% é aptidão física e técnica, não sei se esta percentagem estará correcta, mas uma coisa sei, como antigo jogador, a vontade de vencer, a determinação e a atitude, fazem-nos descobrir forças onde não sabíamos possuir.
Aos nossos guerreiros que começam no Sábado a sua epopeia, desejo as maiores felicidades.
Eu acredito incondicionalmente nas vossas capacidades, sei que serão dignos representantes das cores da nossa bandeira, o vermelho do sangue derramado nos campos de batalha pelos nossos antepassados, e o verde da esperança (que tanta falta nos faz neste momento).
Lobos, o futuro é vosso…

Um abraço,"

Anónimo disse...

O Cabral entrar depois se estivermos a perder??? Isso é patético. Para que? Para mais uma vez darmos 50 ou 60 min de avanço a eles e depois chama o Cabral para vir por a equipa a jogar, parar de chutar, e tentar resolver o jogo.
Quando o Cardoso Pinto saiu contra os ingleses estávamos a perder 6-18. entrou o Cabral em 20 mins ganhámos 21.18.
Contra Tonga quando o Cabral saiu, ganhávamos por 8 pontos a 15 mins do fim, perdemos o jogo.
Na Roménia o Cabral jogou os 80 mins ganhámos.
Na Geórgia o Cabral jogou os 80 mins empatámos.
O Cardoso Pinto jogou contra a Rússia cá, estávamos a perder 15-0 ao intervalo, mete lá o Cabral. O jogo mudou mas mesmo assim deu não para ganhar. O Cardoso Pinto jogou contra Namíbia, Argentina A e perdemos.
É preciso mais provas??? Dass!!! É preciso experimentar outra vez? Não chega ainda?
Isto não há coincidências!!!

Anónimo disse...

Vamos lá por os pontos nos ii's.

O Cabral é grande jogador e o Cardoso Pinto também. A única diferença é que o Cardoso Pinto é um jogador que segue à risca o que o treinador lhe diz (e bem) enquanto que o Cabral inventa mais (também é bom).

Na rússia precisamos de consistência. Ninguem duvida de isso. Eles estão mais forets fisicamente e são mais ágeis. Nós lá precisamos de fechar o jogo e melhor dos dois para fazer isso é o Cardoso Pinto. Joga melhor à defesa. O Cabral é melhor ao ataque.

Anónimo disse...

O Anónimo xenófobo perdeu e fez-nos perder um minuto precioso a expor uma questão que não sabe argumentar. No meu caso, fiquei sem hipótese de jogar porque foram chegando ao meu clube, ano após ano, jogadores estrangeiros profissionais melhores que eu, mais dedicados e com mais margem de progressão. Outros nem tanto, e rapidamente foram corridos como tem acontecido por todos os clubes. No entanto acabei por perceber que essa malta, muitos deles naturalizados entretanto, acabou por merecer o seu lugar nos clubes e selecções porque não só trouxeram muito ao nosso rugby, ensinando-nos muitíssimo, como se adaptaram áquilo que o nosso rugby tem de bom. Sem eles, não teríamos chegado ao mundial. E vimo-los a sentir a camisola, ninguém tenha dúvidas. O mesmo se passa com os luso franceses. Sabem mais, esforçam-se para participar nos trabalhos da selecção deixando tudo para trás, aproveitam as oportunidades que lhes são dadas, contribuem mais para o nosso rugby nos poucos dias que cá estão do que a malta do costume, esses betinhos que vão para a noite bater nos outros betinhos dizendo que são jogadores de rugby para impressionar as miudas. Felizmente isto vai-se perdendo com o tempo, porque o nível está elevado. Se se quer ser titular de um grande clube português ou ir até à selecção já é preciso esse tipo de entrega e de capacidade. E é por isso que podemos chegar novamente ao Mundial. Porque há vários portugueses, nascidos ou não em Portugal, com essa postura, esse espírito de sacrifício, essa exigência e ambição.

Great_duke disse...

Excelente, caro amigo das 12:48...é isso mesmo!

Anónimo disse...

Quem escreveu às 12:48, escreveu muito mas muito bem.

Nasci em Portugal, joguei rugby muitos anos em Portugal e, agora, por razões profissionais e do destino moro fora de Portugal há 5 anos.
Posso garantir-vos que raramente vi em Portugal tanto amor pelo nosso País como vejo nos eventos em que participam emigrantes portugueses e luso-descendentes.

Respeitem esses Portugueses que tanto defendem o nosso País e procuram preservar as nossas tradições. É gente que ama Portugal e se orgulha das suas raízes.

Quanto aos estrangeiros que vão viver para um novo país, acredito perfeitamente que comecem a sentir esse país como seu também. Acontece isso comigo. Nunca deixarei de ser português mas já sinto como "meu" o país que me acolheu, onde trabalho e onde irão nascer os meus filhos.

Por isso quem não sabe e quem não sente que esteja calado.

Temos mais é que apoiar aqueles que tudo irão dar pela nossa selecção apesar de todos os sacrificios.

Anónimo disse...

as pessoas quando não querem ler com atenção não vale a pena, o que eu digo é que qualquer nome de luso francês que apareça a jogar na 3ª divisão dizem logo que tem que vir para a selecção e que é melhor do que os que cá andam e 30 por uma linha quando não é assim, aliás nunca ninguém os viu jogar mas dizem logo que têm que vir para a selecção,. dou vos o exemplo do emanuel rebelo, gostei mt de o ver jogar mas: tem 28 ou 29 anos, não é melhoro do que o ze pinto, ou o pipoca e para além destes ainda temos 3 jovens que precisam de jogos para subir e aí podem ser tão bons ou melhores do que o emanuel, falo do cadosh, do acácio e do pinto magalhães. Para virem os luso franceses tem que ser realmente melhores do que aqueles que cá estão se forem iguais não se justifica pois represntam um custo muito alto para uma FPR que tem tantos problemas financeiros.

Anónimo disse...

O Rebelo não é melhor que o Pipoca a formação?

Realmente é uma perca de tempo estarem a discutir contigo.

Anónimo disse...

De facto...

Anónimo disse...

"Na Rússia precisamos de fechar o jogo"!!!

É por gajos como tu que não percebem nada de rugby que o rugby em Portugal está como está.
É preciso não perceber mesmo nada!

Grande abraço para ti e podes ficar a falar sozinho!

Manuel R. Cabral disse...

Gostaria de contactar com o anónimo das 12,48.
Se puderes contacta-me quer através de e-mail, quer através do blog.
Obrigado